Lisa Gomes pensou em desistir de carreira após polêmica com Bruno, da dupla com Marrone

Durante uma entrevista, o apresentador questionou se ela tinha 'pa*'

Lisa Gomes, repórter da RedeTV!, revelou à revista Quem, em entrevista na última sexta-feira (15), que pensou em desistir de sua carreira após polêmica com Bruno, da dupla com Marrone. A apresentadora ficou horrorizada após ser indagada, em maio do ano passado, ao entrevistar o cantor se teria “pa*” por ser uma mulher trans.

Alexandre Côrrea fala sobre namoro entre Edu Guedes e Ana Hickmann: “Humilhação”

O caso de transfobia está na justiça e o artista compareceu à Decradi (Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância) para prestar depoimento. Sobre o caso, Lisa admitiu: “Essa situação impactou em muitas coisas na minha vida. Inclusive pensei em desistir da minha carreira como jornalista e não foi uma, duas ou três vezes. Foram inúmeras vezes que pensei em desistir simplesmente pelo medo de passar por tudo isso novamente”.

“Tenho crises de ansiedade e medo que algum artista tenha um comportamento transfóbico comigo. Tive muitos gatilhos. Sem contar que até hoje os fãs dele não me deixam em paz”, pontuou ela, frisando: “Acabei recebendo muita ajuda e carinho das pessoas que me fizeram mudar a visão em relação ao meu trabalho. Vi que o problema não estava nele e sim em quem me fez mal”.

Por fim, ela pontuou que espera que a Justiça seja feita: “Acredito muito na justiça. Não só por mim, mas por todos que fazem parte da sigla LGBT+. Espero que a sociedade tenha um entendimento de que a gente não pode sair por aí falando qualquer coisa. Que transfobia, homofobia, racismo e qualquer tipo de preconceito dói, fere nossa alma e não se tolera mais. Chega!”. 

Relembre o ocorrido

Lisa Gomes, repórter da RedeTV!, desabafou em entrevista para o colunista Lucas Pasin, do site Uol Splash, em maio do ano passado, após ter sofrido transfobia do cantor Bruno, da dupla com Marrone. Durante bate-papo, ele a questionou – um mulher trans – da seguinte maneira: “Você tem pau?”.

Um dia depois, Bruno publicou um vídeo de retratação pública, mas Lisa não aceitou: “Sem sombra de dúvidas eu quero que as medidas judiciais sejam tomadas. A comunidade precisa dessa resposta para mostrar que a gente não pode baixar a cabeça, ficar com medo de não meter um processo e correr atrás dos nossos direitos”.

A repórter revela que ele indagou se poderia ser seu amigo e ela recusou, afirmando que nunca ficaria do lado de uma pessoa transfóbica: “Ele me ligou por pressão. O fato aconteceu na sexta, sábado já estava exposto, e ele foi me ligar só na segunda à noite após toda a repercussão. Não sinto que ele tenha aprendido nada. O arrependimento pode até ter acontecido, mas não foi de uma forma natural. Não senti verdade no vídeo dele. Não senti firmeza em suas palavras”.

Em 27 de maio, ele foi denunciado para o Ministério Público por crime de transfobia.

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.